Maria Ivone Vairinho e Poetas Amigos

Março 19 2010

UMA CIGANA

 

 

Foi uma cigana que leu minha sina,

na hora em que eu tinha sorrisos na mão.

Depois, o destino rolou pelo chão

e o sonho secreto chorou em surdina.

 

A linha da vida desfez-se, em neblina,

negando ao amor madrugada e razão.

O traço da dor conquistou dimensão

num pacto onde a lei renegou a doutrina.

 

Cruzaram-se espaços na alma que trago.

O dom da verdade deixou de ser mago

e estrelas cadentes queimaram-me os dedos.

 

Foi uma cigana que, em falsa maré,

num mar de procelas deu cartas, com fé

e as vagas da sina trouxeram-me os medos.

 

 

GLÓRIA MARREIROS

IN ("Emoções em terra doce")

publicado por virginiabranco às 23:49

Março 19 2010

SOU FILHA DE POETA

 

Sou filha de poeta popular.

Nas veias trago o sangue, a sua raça;

sorvo essa minha herança pela taça

duma eterna saudade, a soluçar.

 

Recordo as desgarradas ao luar,

com rasgos de improviso e subtil graça.

E sinto o pó da terra, em nuvem baça,

envolvendo a magia do lugar.

 

As quadras do meu pai estão escritas

na minha alma,que as vê como eruditas,

e em cada verso existe uma lição..

 

Sou filha de poeta, em terra agreste,

mas popular na serra, que me veste

com poemas de sonho e de ilusão!

 

 

GLÓRIA MARREIROS

IN ("Emoções em Terra Doce")

publicado por virginiabranco às 22:01
editado por mariaivonevairinho em 20/03/2010 às 03:10

Março 19 2010
PAI
 
Estava azul o firmamento
A flores o ar rescendia
Não senti passar o tempo
Nesta paz que me envolvia.
 
Recebi um beijo teu
Foi-me trazido p’lo vento
Sorriste só um momento
E o mármore frio aqueceu.
 
Da minha vida o rosário
As contas fui desfiando
Derrotas, pequenas glórias
Uma a uma fui contando.
 
Sem dor e sem amargura
Só com saudade-ternura
Por não te ter a meu lado
Não teres acompanhado
 
A vida que em mim nasceu
Uma rosa pequenina
Dos meus olhos a menina
Como fui dos olhos teus.
 
Uma saudade-pungente
Quando só no meio da gente
Precisava dos teus braços
Para aliviar o cansaço
 
De contra a maré remar
Lutar e não me afundar
Não dar ouvidos à dor
Vencer cada Bojador.
 
Sem tábua de salvação
Sem barco, usei as mãos
Nadei, nadei sem parar
Até meu porto alcançar
Na terra onde nasci
Meu tronco, minha raiz.
 
Assim foi que me ensinaste
Mas quando exausta fiquei
Ontem, hoje, perguntei:
“Pai, por que me abandonaste?”
 
MARIA IVONE VAIRINHO
publicado por mariaivonevairinho às 21:00

Março 19 2010

 

(poema para o Dia do Pai)

 

 

Olhando aquele frágil corpo agora
Sentado sem poder já dar um passo,
Eu fico a meditar como ele outrora
Soltava um vozeirão que enchia o espaço,

 

 

Quando nos reprimia sem demora
Ao ver que nós pisávamos o traço...
Ou dava o bofetão na mesma hora
Mais rápido que noutras, o abraço.

 

 

Os quatro lhe sentimos a dureza;
- Padrão de tanta gente na certeza
De aos filhos dar a boa educação.

 

 

Lúcido. E já vão noventa e quatro!
Hoje olho-o com amor e idolatro
Ao ver que deu bom fruto a intenção.

 

 

Joaquim Sustelo


 

publicado por tardesdeoutono às 20:10
editado por mariaivonevairinho às 20:13

Março 19 2010

Hoje é dia do pai!
O meu pensamento voou
Através do tempo,
Que a lembrança não apagou.
Encontrei-o na minha mocidade,
Via-o, beijar-me com o seu olhar,
E fiquei a recordar.
Recordei os tempos de menina
   

O meu pai na oficina
Aquele ferro a malhar.
Depois já uma mulherzinha...
Eu vi-o, a despedir-se de mim,
Foi para um lugar...
De onde não poderia voltar!
Hoje é dia do pai,
E eu imagino-o do Céu
Para mim a olhar...
É então que eu digo baixinho,
Com muito carinho
Meu querido pai,
A tua lembrança
Sempre irei recordar!

19- 3- 2007-

Albina Dias

publicado por appoetas às 20:08

Março 19 2010

 

FELIZ DIA DOS PAIS A TODOS OS AMIGOS
 
 
A Primavera da minha infância
És tu meu grande e único amor
Alegre, cuidavas desta criança
Enchendo os dias frios de calor
 
De mão dada minuías a distância
Com beijos mitigavas a ânsia
Dos desamores foste domador
Matando-me os medos com ardor
 
Pai! Meu único amor, meu querido
Que saudades sinto do teu regaço
Em noites de trovoada o forte abraço
 
 Na tua voz encontrava a calma
Ah! Como te sinto em minh’alma!...
Na lembrança! O nosso amor vivido…
 
SUSANA CUSTÓDIO
Portugal - Sintra, 19 de Março de 2010
publicado por appoetas às 20:02

Março 19 2010
Olá amigos especiais
 
ALMA DE POETA é poema escolhido para assinalar o dia
internacional da poesia e do poeta que se aproxima.
Ouça-o e veja-o aqui em poema da semana:
www.euclidescavaco.com
 
Feliz dia internacional da poesia e do poeta
Euclides Cavaco
cavaco@sympatico.ca
 
Venha tomar comigo um cálice de poesia...
Entre por aqui na minha sala de visitas:
www.ecosdapoesia.com
 
publicado por appoetas às 18:45

Março 19 2010

 

 A viagem
Perfil de Fernando
 
Olá, meu indelével viajante,
De quem me propus fazer o perfil
Bom percurso, incansável caminhante,
Na senda da musa doce, subtil.
 
Com teus poemas traçaste rotas mil
 E cantaste a Natureza exuberante!
Como primaveris manhãs de Abril
Te inebriaste de halo radiante
 
No “Pássaro Grande” vais ter ao Amor
Retribuis a viagem com ardor
Dois seres a conjugar o verbo amar.
 
Neste momento conto tua história
Que este dia fique na memória
Tua alma gémea te irá glorificar
                                            Maria Vitória Afonso
                   Amora, 17/2/2010
     
A viagem
 
Nosso viajante chegou cansado
Mas, com certeza, logo estará bem.
De cá do Oceano, esperou acelerado
O coração daquela que o ama também.
 
Com alegria ele encontrou no Brasil
A musa dos sonhos que diz adorar.
E, como Poeta que sempre fora gentil,
Deixará seus lindos versos além do mar.
 
Ah! Se o “pássaro grande” deixasse aqui
O coração que veio buscar a felicidade!
Eu não o deixaria sofrer a dor que senti.
 
Sente décadas, antes, viveu com saudade!
E hoje, mais três anos de sonho e amor.
Ah! Quisera eu o seguir por onde ele for!...
                                  Maria da Luz
                          São Paulo, 19/2/2010
 
 
publicado por appoetas às 18:26

Março 19 2010

O PRAZER DO INVERNO

 

Perdi meu outono nos frutos maduros

nas era trepando valados, sem fim,

nas dálias tombadas à dor do jardim,

no céu cor de chumbo, de imensos auguros,

 

nas noites perdidas, de sonhos escuros,

nos becos do tempo sorrindo p'ra mim,

no vento bailando no seu frenesim,

no pranto a sorrir aos desejos impuros.

 

Agora recolho fragmentos que giram

na frente dos olhos que nunca se abriram

a rumos traçados, que ainda governo.

 

Meus olhos de outrora, perdidos, sem dono

não choram as folhas dos ventos de Outono,

mas gozam comigo o prazer do Inverno

 

 

GLÓRIA MARREIROS

(in "Emoções em Terra Doce")

publicado por virginiabranco às 15:52

Este blogue está aberto aos co-autores e Poetas Amigos de Maria Ivone Vairinho
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12

15

22

29


links
pesquisar
 
Tags

11 poemas inéditos de carlos cardoso luí(1)

25 anos app(11)

ada tavares(18)

adriano augusto da costa filho(39)

albertino galvão(11)

albina dias(18)

alfredo martins guedes(2)

ana luísa jesus(4)

ana patacho(3)

anete ferreira(3)

antónio boavida pinheiro(22)

app(5)

armindo fernandes cardoso(3)

bento tiago laneiro(5)

carlos cardoso luís(13)

carlos moreira da silva(2)

carmo vasconcelos(22)

catarina malanho semedo(2)

cecília rodrigues(48)

cláudia borges(8)

dia da mãe(8)

dia da mulher(9)

dia do pai(6)

donzília martins(8)

edite gil(68)

elisa claro vicêncio(4)

euclides cavaco(100)

feliciana maria reis(4)

fernando ramos(20)

fernando reis costa(3)

filipe papança(11)

frances de azevedo(2)

gabriel gonçalves(14)

glória marreiros(20)

graça patrão(6)

helena paz(15)

isabel gouveia(3)

jenny lopes(11)

joão baptista coelho(1)

joão coelho dos santos(7)

joao francisco da silva(4)

joaquim carvalho(3)

joaquim evónio(9)

joaquim sustelo(70)

judite da conceição higino(4)

landa machado(1)

liliana josué(45)

lina céu(5)

luis da mota filipe(7)

manuel carreira rocha(4)

margarida silva(2)

maria amélia carvalho e almeida(6)

maria clotilde moreira(3)

maria emília azevedo(5)

maria emília venda(6)

maria fatima mendonça(2)

maria francília pinheiro(3)

maria ivone vairinho(14)

maria jacinta pereira(3)

maria joão brito de sousa(69)

maria josé fraqueza(5)

maria lourdes rosa alves(4)

maria luisa afonso(4)

maria vitória afonso(8)

mário matta e silva(20)

mavilde lobo costa(22)

milu alves(6)

natal(16)

odete nazário(1)

paulo brito e abreu(6)

pinhal dias(9)

rui pais(8)

santos zoio(2)

sao tome(10)

susana custódio(15)

tito olívio(17)

vanda paz(23)

virginia branco(13)

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO